Vereador de Catanduva investigado por fraude em licitações é preso

Daniel Palmeira é investigado pelo Ministério Público na Operação Arquivos Deslizantes por comandar a quadrilha que fraudava licitações de prefeituras e Câmaras de três estados.

O vereador e ex-presidente da Câmara de Catanduva (SP) Daniel Palmeira (PR), investigado por fraude em licitações em várias prefeituras de São Paulo e até de outros estados, foi preso nesta terça-feira (16). Esta é a segunda vez que o vereador é preso.

A primeira vez foi em setembro de 2017, durante a operação Arquivos Deslizantes, que desarticulou uma quadrilha que fraudava licitações para vender arquivos deslizantes para prefeituras e câmaras.

Em fevereiro deste ano, Palmeira conseguiu um habeas corpus, deixou a prisão e reassumiu a cadeira de vereador na Câmara de Catanduva. Agora, a defesa do vereador disse que vai usar esse mesmo habeas corpus para suspender essa nova prisão preventiva, já que não existe fato novo do processo.

Ainda segundo a defesa, o novo pedido de prisão foi feito equivocadamente por um juiz, que não é o mesmo que está julgando o processo principal. Por enquanto, o vereador segue preso na cadeia pública de Catanduva.

Ele é investigado pelo Ministério Público por comandar a quadrilha que fraudava licitações de prefeituras e Câmaras de três estados. O pedido da prisão foi feita pela Justiça de Limeira (SP).

cropped-8ebafdbf-7c30-4edd-afde-21e6035de8aa.jpg

A operação

A operação investiga organização criminosa voltada à prática de fraudes em licitações nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A operação decorreu de investigação iniciada em 2015 e conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Piracicaba (SP).

Segundo as investigações, foi apurado que empresas de várias regiões do Estado de São Paulo, Minas Gerais e de Pernambuco, todas com atuação no ramo de arquivos deslizantes estavam envolvidas no esquema, sendo que seus sócios possuem comprovada vinculação entre si e participavam de licitações simulando concorrência que, na verdade, não existia.

FONTE G1 

IB TV Notícias

Fique bem Informados com a IB TV Notícias

COMENTE

%d blogueiros gostam disto: