Moro quebra sigilo de parte de delação de Palocci

Ex-ministro, que deverá pagar multa e terá redução de dois terços da pena, disse que propina de R$ 40 milhões para campanha de Dilma foi acertada em reunião com LulaPALOCCI

O juiz federal Sergio Moro quebrou o sigilo de parte do acordo de colaboração do ex-ministro Antonio Palocci com a Polícia Federal (PF).  No despacho desta segunda-feira (1º), Moro diz que:  “Examinando o seu conteúdo, não vislumbro riscos às investigações em outorgar-lhe publicidade”.

Palocci deverá pagar uma multa no valor de R$ 37,5 milhões e terá redução de dois terços da pena. Em uma das partes do acordo, é detalhado um suposto esquema de indicações para cargos na Petrobras durante os mandatos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ex-ministro relatou ainda uma reunião ocorrida no Palácio do Planalto, que teria contato com a presença de Lula, onde teria sido acertado o pagamento de R$ 40 milhões em propina para a campanha de Dilma Rousseffem 2010. Dilma também estaria presente neste encontro.

Essa parte da delação de Palocci, que o ex-ministro fechou com a Polícia Federal e foi homologada pelo desembargador Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), está inserida nos autos de uma das ações penais da Operação Lava-Jato contra Lula – em que o ex-presidente é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na compra de um apartamento em São Bernardo do Campo e de um terre

terreno supostamente destinado ao Instituto Lula.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, afirmou em nota que a decisão de Moro “reforça o caráter político dos processos e da condenação injusta imposta ao ex-presidente”

termo de acordo de colaboração de Palocci:

SEX SHOP EM RIO PRETO
ENTREGA EM EMBALAGEM DISCRETA EM TODO BRASIL , COM A MAXÍMA SEGURANÇA , PAGAMENTO FACILITADO , CARTÃO OU DEPÓSITO BANCÁRIO

39950176_538720139892542_1162592426632675328_n

IB TV Notícias

Fique bem Informados com a IB TV Notícias

COMENTE

%d blogueiros gostam disto: