Justiça de Araçatuba realiza 2º dia de audiência de mega-assalto a empresa de valores

A Justiça vai realizar nesta sexta-feira (3) a segunda parte da audiência sobre o caso do mega-assalto contra uma empresa de valores em Araçatuba (SP).

Na quinta-feira (2) foram ouvidas 15 vítimas e duas testemunhas de acusação. Nesta sexta-feira estão previstas mais 14 testemunhas de acusação. A audiência começou às 9h.

Entre essas pessoas para serem ouvidas estão vigilantes que estavam dentro da empresa, policiais militares que estavam no quartel e foram encurralados pelos ladrões e pessoas que moravam na frente da empresa.

Justiça realiza audiência de mega-assalto a empresa de valores em Araçatuba

Justiça realiza audiência de mega-assalto a empresa de valores em Araçatuba

Justiça realiza audiência de mega-assalto a empresa de valores em Araçatuba

Os 14 réus presos acompanham a audiência por meio de vídeo-conferência sem saírem das unidades prisionais. A próxima etapa do processo é a definição pelo juiz de uma data para a realização de audiência para ouvir as testemunhas de defesa. Não há previsão de quando essa data seja marcada.

Parte de prédio da empresa de valores Protege ficou destruída — Foto: Arquivo pessoal

O crime

O assalto aconteceu na madrugada do dia 16 de outubro de 2017. Cerca de 30 criminosos incendiaram veículos para bloquear a saída de viaturas do quartel da Polícia Militar, que fica perto do local do roubo.

Os suspeitos também atiraram contra a entrada do quartel para impedir a saída dos policiais, e houve troca de tiros. Na sequência, outro grupo foi até a empresa de valores e usou dinamite para explodir o prédio.

policial civil André Luís Ferro da Silva, do Grupo de Operações Especiais (GOE), estava de folga no dia e foi baleado durante a ação e morreu. Além do policial, duas mulheres ficaram feridas durante a ação atingidas por estilhaços de balas.

Os criminosos também usaram um caminhão canavieiro para bloquear a pista da Rodovia Marechal Rondon, no sentido Birigui (SP) a Araçatuba. O grupo rendeu o motorista e deixou o veículo atravessado na pista, depois o incendiaram, impedindo a chegada da polícia.

Criminosos atearam fogo em veículos na frente de quartel da PM — Foto: Arquivo Pessoal

Criminosos atearam fogo em veículos na frente de quartel da PM — Foto: Arquivo Pessoal

Na época, os criminosos, armados com um arsenal de guerra, explodiram o prédio da empresa e roubaram R$ 8 milhões.

O Ministério Público denunciou em 27 de agosto de 2018 um total de 18 pessoas, sendo que 15 suspeitos devem responder por latrocínio consumado, latrocínios tentados, incêndio e explosão. Outros três, além desses crimes, também .

FONTE G1

IB TV Notícias

Fique bem Informados com a IB TV Notícias

COMENTE

%d blogueiros gostam disto: