‘Ela precisa do animal’, diz irmã de deficiente que teve cadela levada em carro roubado em Jaboticabal

Cachorra roubada ajudava portadora de necessidades especiais
https://globoplay.globo.com/v/7759174/

Cachorra roubada ajudava portadora de necessidades especiais

Desde que a cadela Atena foi levada por ladrões em um carro roubado, uma família mobiliza redes sociais, amigos e desconhecidos para encontrar o animal, em Jaboticabal (SP). A rottweiller, de oito meses, é parceira de Luiza, de 32 anos, que é deficiente, e ajuda nas atividades dela no dia a dia.

A zootecnista Mariana Sforcini diz que a irmã só consegue dormir com medicamentos desde quarta-feira (10), quando aconteceu o crime, e não tem se alimentado direito.

“A gente só quer o animal. Ela está fazendo muita falta, a Luiza está chorando demais. Ela precisa do animal e a gente quer ela de novo”, diz.

A mãe, Maria Abadia Rossi Sforcini, faz um apelo para localizar a cadela. “Eu peço a eles [ladrões], por favor, que tenham piedade e devolvam a Atena. Não por mim, mas pela Luiza, que tanto a adora. Falem onde ela está, entregue na polícia ou peçam a alguém porque eles podem nos entregar”.

A rottweiller Atena estava em carro roubado de adestrador em Jaboticabal, SP — Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

A rottweiller Atena estava em carro roubado de adestrador em Jaboticabal, SP — Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

O crime

Como de costume, Atena recebe treinamento de um adestrador todas as quartas-feiras. Ela já estava a caminho de casa, quando ele parou o carro para entregar outro cachorro, em uma casa na Rua Alberto Romeu Gerbasi.

O adestrador foi rendido por três homens armados, que exigiram a chave do veículo.

“Ele paralisou e disse que não tinha. Enfiaram a mão no bolso da calça, pegaram a chave e o celular dele. Só que eles devolveram o celular, jogaram de volta, e levaram o carro”, diz Mariana.

A cadela estava no banco traseiro do veículo. Segundo a zootecnista, testemunhas gritaram, alertando sobre o animal, mas o trio fugiu em alta velocidade.

“O adestrador acha que eles nem viram que tinha um cachorro no banco”, afirma.

Atena vive há oito meses com a família em Jaboticabal, SP, e virou o xodó de Luiza, que é deficiente — Foto: Luciano Tolentino/EPTV

Atena vive há oito meses com a família em Jaboticabal, SP, e virou o xodó de Luiza, que é deficiente — Foto: Luciano Tolentino/EPTV

Tristeza

Atena foi morar com a família com apenas 48 dias de vida. Luiza, que tem dificuldades na coordenação motora, acolheu a cadela imediatamente. De acordo com Mariana, as duas se tornaram amigas e a falta do animal afetou fortemente a irmã.

“O animal é uma companhia e um modo de a Luiza estar sempre trabalhando a coordenação dela. Ela dava comida para a cachorra, brincava com as bolinhas. É um modo de ela desenvolver a coordenação motora.

O adestrador não quis gravar entrevista, mas também está em busca de Atena e do carro levado.

A delegacia de Jaboticabal investiga o caso. Mariana registrou um boletim de ocorrência complementar, alertando que é a proprietária do animal.

FONTE- G1

IB TV Notícias

Fique bem Informados com a IB TV Notícias

COMENTE

%d blogueiros gostam disto: