Piloto morre durante competição automobilística no Oeste de SC

Um piloto de 42 anos morreu durante a terceira etapa do Campeonato Sul Brasileiro de Arrancada, uma competição automobilística conhecida como arrancadão de carros, realizada no Parque da Efapi, em Chapecó, no Oeste catarinense. O acidente foi registrado na manhã deste domingo (4), às 11h36. Segundo a Polícia Militar, o homem foi identificado como Ivan Possamai Junior, de Cascavel (PR).

A Federação de Automobilismo de Santa Catarina (Fauesc), que promovia a competição, informou que o evento foi cancelado.

Segundo a PM, o carro que ele pilotava subiu a proteção metálica e depois bateu em um poste, no fim da pista.

O Corpo de Bombeiros realizou o desencarceramento da vítima, que morreu no local. A corporação informou que o evento tinha alvará.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) e a Polícia Civil também estiveram no local.

FONTE G1

Modelo brasileira com síndrome de Down é capa de revista australiana

A modelo brasileira Georgia Furlan Traebert foi capa na edição do mês de julho de uma revista na Austrália. Essa é a conquista mais recente da catarinense de 15 anos que tem síndrome de Down e já foi finalista de um concurso de influenciadores digitais na Europa.

A adolescente, que já tem mais de 131 mil seguidores no Instagram, foi capa da recém-lançada revista “Katwalk Kids Fashion Magazine”, que promove a inclusão e a diversidade na indústria da moda infantil.

Modelo brasileira com Síndrome de Down é capa de revista australiana

Modelo brasileira com Síndrome de Down é capa de revista australiana

“Fiquei feliz e muito honrada com esse convite para ser capa da revista. Adorei o resultado final. Fez muito sucesso na escola”, afirmou Georgia ao G1.

Rubia, mãe de Georgia e administradora de suas redes sociais, conta que a revista achou que a história da filha dela poderia ser inspiradora e ajudar outras pessoas a entender que elas podem fazer o que elas quiserem.

‘Quero fazer uma novela’

Georgia é catarinense e sonha em participar de uma novela  — Foto: Ander Machado/ Arquivo pessoal

Georgia é catarinense e sonha em participar de uma novela — Foto: Ander Machado/ Arquivo pessoal

Georgia, que está no nono ano, é uma adolescente falante e desenvolta.

“Desde pequena, gosto de ser fotografada, gosto de roupa chique e fashion. Adoro maquiagem. Também gosto muito do mundo artístico, de cantar, de atuar”, disse a adolescente, que recentemente se mudou para Florianópolis, em Santa Catarina.

Muito ativa, além de ir à escola, ela fez aula de patinação artística, canto e teatro. Georgia também já participou de duas peças. E pretende ir mais longe: quer ser atriz profissional.

“Quero fazer uma novela aqui no Brasil e uma capa de revista aqui também. Só estou esperando o convite”, afirmou.

A mãe conta que “ela adora o palco”. “Ela fica super tranquila. Eu é que tenho que segurá-la”.

“Minha mãe é que fica nervosa”, interrompe Georgia, dando risada da mãe.

Por acaso

Georgia tem contrato com cinco agências  — Foto:  Leo Munhoz/Arquivo Pessoal

Georgia tem contrato com cinco agências — Foto: Leo Munhoz/Arquivo Pessoal

Rubia, que chegou a ser finalista do Miss Mundo Santa Catarina, conta que a carreira de Georgia começou por acaso, em 2012, depois que ela que postou fotos nas redes sociais.

“Observei que tudo o que ela fazia ela fazia muito bem feito. Sentia que ela ficava muito bem na frente das câmeras. Até, então, via várias pessoas com síndrome de Down em subempregos e me perguntava: ‘Por que não uma modelo com Down?’ ”

Georgia diz que desde pequena gosta de ser fotografada — Foto: Arquivo Pessoal

Georgia diz que desde pequena gosta de ser fotografada — Foto: Arquivo Pessoal

Aos poucos, as postagens com mensagens motivacionais foram atraindo seguidores mesmo fora do país, com perfis bem variados. “Tem um público que tem síndrome de Down ou de familiares, mas tem muita gente de fora e modelos que gostam do trabalho dela”, conta a mãe.

Em 2015, Georgia participou de um desfile e foi contratada por cinco agências de modelos. A adolescente já deu entrevistas para os tabloides britânicos “The Sun” e “Daily Mail”. “É incrível como as matérias com ela foram bem na internet”, conta mãe.

Em maio deste ano, Georgia foi finalista do prêmio Global Social Awards, que reuniu influencers de todo o mundo em Praga, na República Tcheca. Na categoria “Rising Star” em que ela concorreu, ela era a única brasileira.

Georgia faz pose para foto — Foto: Arquivo Pessoal

Georgia faz pose para foto — Foto: Arquivo Pessoal

Embora não tenha levado o prêmio, ela se mostrou encantada com a experiência. Ela encontrou Madeline Stuart, uma modelo australiana que também tem síndrome de Down e concorria em uma outra categoria.

“Adorei [participar do evento]. Foi uma experiência incrível. As pessoas quiseram tirar foto comigo, pediram autógrafos no aeroporto, até no avião.”

‘Amo a minha vida’

Georgia estuda e já fez cursos de patinação, teatro e canto  — Foto: Arquivo Pessoal

Georgia estuda e já fez cursos de patinação, teatro e canto — Foto: Arquivo Pessoal

Rubia conta que engravidou em Boston (EUA) e veio para Florianópolis para que uma cunhada fizesse o parto. “Ela já nasceu linda, maravilhosa, perfeita! Era muito delicada. Era nossa primeira filha. Meu marido e eu não notamos nada de diferente nela”, conta Rubia.

Na hora do parto, que foi à noite, a equipe não mencionou a suspeita. Apenas no dia seguinte, a pediatra falou que a Georgia tinha algumas características que poderiam indicar a síndrome de Down.

“Ainda não tinha 100% de certeza e ela ainda teria passar por um exame chamado cariótipo. Mas nosso mundo desabou naquele momento, porque tudo o que é desconhecido, nos causa medo. Não sabíamos como lidar com a situação”, lembra a mãe.

Rubia conta que o apoio do pai foi fundamental logo após a descoberta.

“Depois que passou o susto, meu marido me abraçou e falou que não importava o que ela tinha, que ela era fruto no nosso amor e que íamos lutar juntos. Acredito que essas palavras foram definitivas naquele momento para nos reerguermos e lutarmos pela nossa filha”, afirmou Rubia.

Os exames mostraram ainda que Georgia tinha uma cardiopatia e precisaria passar por uma cirurgia. Aos cinco meses, ela foi operada e depois disso “tudo fluiu”, segundo a mãe.

Rubia, que é jornalista de formação, decidiu parar de trabalhar para se dedicar exclusivamente aos cuidados com a filha.

Georgia foi finalista do prêmio Global Social Awards, que foi entregue em Praga, na República Tcheca — Foto: Arquivo Pessoal

Georgia foi finalista do prêmio Global Social Awards, que foi entregue em Praga, na República Tcheca — Foto: Arquivo Pessoal

“O maior estímulo da Georgia foi em casa. Eu que fazia praticamente tudo com ela. Cantava, dançava, pulava, rolava e foi tudo dando muito certo! E fomos escrevendo nossa própria história, uma história feliz!”.

Rubia fala muito orgulhosa do retorno que recebe com o trabalho da filha.

“Cada vez mais, vejo que o nosso esforço está valendo a pena. A Georgia é hoje conhecida mundialmente e muitas mães falam que ela é inspiração para suas filhas. Isso nos orgulha muito.”

Georgia foi receber prêmio em Praga acompanhada dos pais e do irmão   — Foto: Arquivo Pessoal

Georgia foi receber prêmio em Praga acompanhada dos pais e do irmão — Foto: Arquivo Pessoal

A adolescente reconhece o apoio que recebe dentro e fora de casa. “Meus amigos são muito queridos, são carinhosos, adoro esse lado fofo deles. Eu me inspiro na minha mãe porque ela já foi miss. Amo a minha mãe. Amo a minha vida”.

Quando perguntada se gostaria de deixar um mensagem para os internautas, Georgia não tem dúvidas: “Lutem pelos seus sonhos para vocês serem felizes”.

FONTE- G1

Fábrica de carros de luxo falsificados é descoberta em SC

Uma fábrica de carros falsificados das marcas Ferrari e Lamborghini foi descoberta em Itajaí, no Vale, informou a Polícia Civil. Nesta segunda-feira (15), foram apreendidas oito réplicas que estavam sendo montadas. Os donos do local, pai e filho, serão indiciados.

Na ação desta segunda, a polícia encontrou chassis, moldes, ferramentas e fibras usadas na fabricação. A produção clandestina era feita no bairro Itaipava.

Fabricação de falsificações de carros de luxo em Itajaí — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Fabricação de falsificações de carros de luxo em Itajaí — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os carros eram montados por encomenda e tinham venda divulgada pelas redes sociais. Eles custavam cerca de 8% do valor dos originais.

Nesta segunda, pai, filho e um funcionário que estava no local foram ouvidos e liberados, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Angelo Fragelli. A identidade deles não foi revelada pela polícia. O crime contra a propriedade industrial é considerado de menor potencial ofensivo.

Fabricação de falsificações de carros de luxo em Itajaí — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Fabricação de falsificações de carros de luxo em Itajaí — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Há informações de que a fábrica ilegal tinha mais trabalhadores. “Se eles têm conhecimento dos fatos, da irregularidade do que eles estavam produzindo, de fato todos eles podem responder por crime contra a propriedade industrial”, explicou o delegado.

As próprias marcas entraram em contato com a Polícia Civil e fizeram a denúncia. Os carros eram vendidos para todo o país.

FONTE- G1

Luto: Jogador brasileiro é morto a tiros após festejar no domingo (07) e todos ficam em choque

Com 21 anos, o jogador Pedro Ícaro Nunes foi brutalmente assassinado a tiros na saída de uma boate, em Vila Velha. O atleta assou pelo extinto Espírito Santo FC e também vestiu as camisas de Tupy e Vilavelhense, sendo o último o clube pelo qual atuou no primeiro semestre deste ano. Ele também havia jogado em um time peruano e também no clube brasileiro, Cruzeiro.

De acordo com informações, Pedro Ícaro havia ido ao local com seu irmão, de 18 anos, e outros amigos. Eles chegaram por volta de meia noite e saíram às 5h do último domingo (07/07). Segundo o próprio o irmão de Pedro, tudo aconteceu quando, na saída da boate, um princípio de confusão teria ocorrido e, por algum motivo, um dos rapazes teria sido agredido por um homem que estava no local.

Na sequência, Pedro teria ido tomar satisfações com o jovem que agrediu seu amigo, mas foi alvejado com vários tiros. O parente do jogador contou  ainda que tentou se aproximar do irmão para ajudá-lo, mas o agressor não teria deixado.

No momento do crime, muitas pessoas deixavam o local. Testemunhas contaram que houve pânico, correria, mas o atirador ainda permaneceu na rua. Uma viatura da Polícia Militar que passava pelo local foi avisada. Quando os policiais se aproximaram, encontraram o assassino com a arma do crime.

Pedro Ícaro Nunes de Souza (Foto: Reprodução)
Pedro Ícaro Nunes de Souza (Foto: Reprodução)

O responsável pelo assassinato foi Cleber Moreira. O criminoso foi levado para o Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Vitória. Socorrido para um hospital de Vila Velha, Pedro Ícaro não resistiu aos ferimentos e já chegou morto ao local.

O atleta foi sepultado na manhã desta segunda-feira (08/07) no cemitério parque da paz.

FONTE- TV FOCO

SC tem neve e rodovia da Serra do Rio do Rastro amanhece congelada

Flocos de neve caíram em São Joaquim, na Serra catarinense, na madrugada desta sábado (6), segunda a Central NSC de Meteorologista. O fenômeno foi de fraca intensidade, mas foi possível pela avanço da umidade. A rodovia da Serra do Rio do Rastro segue interditada nesta manhã por gelo na pista.

São Joaquim registrou neve fraca neste sábado — Foto: Eduarda Demeneck/NSC TV

Em São Joaquim, turistas madrugaram para ver os flocos na praça principal da cidade. Em cima dos carros, foi possível ver a neve. Famílias foram para as ruas tirar fotos, e muitos optaram por se enrolar em cobertores para aguentar as temperaturas negativas.

Turistas curtiram neve em São Joaquim — Foto: Mycchel Legnaghi/São Joaquim Online

Flocos de neve nas plantas e na luva do morador de São Joaquim — Foto: Mycchel Legnaghi/São Joaquim Online

Ainda segundo a Central NSC de Meteorologista, também houve uma neve fraca no Mirante da Serra do Rio do Rastro, entre Lauro Muller e Bom Jardim da Serra, na noite de sexta-feira (5).

http://www.sexshopamorefantasia.com.br

No Morro das Torres, em Urupema, houve sincelo, fenômeno que ocorre quando uma forte neblina congela e forma cristais de gelo, ao entrar contato com a superfície da vegetação ou de objetos.

O sábado também foi de temperaturas baixas em todas as regiões, pela influencia de um centro do ar frio polar. A maioria das cidades do Oeste e Norte amanheceram abaixo de 0ºC.

Turistas ficaram acordados de madrugada para tentar ver a neve em São Joaquim — Foto: Eduarda Demeneck/NSC TV
São Joaquim amanheceu com a vegetação branquinha — Foto: Mycchel Legnaghi/São Joaquim Online
Camada de gelo se forma na pista e SC-390 congela — Foto: PMRv/Divulgação

Serra do Rio do Rastro congelada

Nesta manhã, a Polícia Militar Rodoviária trabalha na liberação da rodovia da Serra do Rio do Rastro, na SC-390, que está com uma camada de gelo sobre o asfalto. As pistas estão fechadas desde a noite de sexta-feira (5).

http://www.sexshopamorefantasia.com.br

Os trabalhos de limpeza começaram as 7h, com o uso de sal na via. Até as 9h, não havia previsão de liberação da rodovia, de acordo com a PMRv.

Policiais trabalham na limpeza da rodovia SC-350 — Foto: PMRv/Divulgação

Policiais trabalham na limpeza da rodovia SC-350 — Foto: PMRv/Divulgação

FONTE- G1

Homem de 173 quilos tem cirurgia bariátrica garantida pela Justiça

Um homem que sofre de obesidade mórbida, pesando 173 kg, buscava que a Agemed, seu plano de saúde, arcasse com as despesas de uma cirurgia bariátrica. O pedido foi, por fim, atendido pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) que também determinou a seu favor indenização de R$ 5 mil por danos morais.

O desembargador André Carvalho pontuou em sua decisão que ao plano de saúde “cabe indicar as doenças que serão cobertas por contrato, mas não o tratamento adequado”. Além disso, pesou na decisão judicial o fato de que o homem sofre de obesidade mórbida há mais de 30 anos e de outras complicações derivadas desse quadro, “sem que os tratamentos médicos utilizados tivessem êxito”,

https://www.sexshopamorefantasia.com.br/

A Agemed declarou que a operadora ainda não foi intimada da decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. A empresa informou que a avaliação do caso “foi feita por profissional médico e seguiu diretriz estabelecida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)”.

FONTE-METROPOLIS

Experimento com ovelhas de fraldas e microfones chama atenção em Lages

Um experimento feito em Lages, na Serra catarinense, chama a atenção. Em um pasto, ovelhas usam fraldas e microfones enquanto se alimentam. O propósito dos pesquisadores é descobrir a altura ideal da grama para aumentar a produção.

O objetivo é recomendar aos criadores de ovelhas a altura que otimize a máxima ingestão de pasto. Conforme a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), esse é um dos parâmetros que definem o ganho de peso do animal, o quilo de peso vivo por hectare e a produção de leite por dia.

Pesquisadores colocam fraldas em ovelhas para experimento sobre técnicas para pastos em SCG1 SC–:–/–:–

Pesquisadores colocam fraldas em ovelhas para experimento sobre técnicas para pastos em SC

Pesquisadores colocam fraldas em ovelhas para experimento sobre técnicas para pastos em SC

“A altura ideal de manejo no sol e na sombra, que é o objetivo do experimento, pode representar 30% de eficiência a mais quando eu faço uma pastagem”, explicou o pesquisador da Epagri Cassiano Eduardo Pinto.

https://www.sexshopamorefantasia.com.br/search/?q=orgastic

As ovelhas são pesadas antes e depois de comerem. As fraldas servem para evitar a perda do peso da urina e das fezes, já que a diferença entre os pesos é a referência para o resultado do experimento. Os microfones são usados para se medir a mastigação das ovelhas em função do tempo.

Os testes são feitos em um pasto com grama tipo missioneira-gigante. A pesquisa é feita pela parceria entre Epagri, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

FONTE -G1