Homem fecha porta de viatura em cima de policial e é derrubado; vídeo

Um homem foi detido neste fim de semana depois de ofender e agredir um policial em Ibirá (SP). O caso aconteceu no sábado (3) e foi registrado por moradores. (Veja o vídeo abaixo)

Homem ofende policial em Ibirá e caso termina em confusão veja video

De acordo com a Polícia Militar, o policial fazia patrulhamento pela rua no bairro São Benedito, quando é ofendido pelo homem que passava a pé pelo local.

O policial para o caro e os dois começam a discutir. É possível ver quando o homem dá um tapa no braço do policial, que reage com um empurrão.

Logo depois, o homem fecha a porta da viatura em cima do policial. Nessa hora os dois trocam socos, até que o policial consegue derrubar e conter o agressor até a chegada de reforço.

O homem foi levado para a delegacia de Cedral, onde foi ouvido e liberado. Ele vai responder por desacato e lesão corporal.

Homem fecha a porta da viatura na cara do policial — Foto: Reprodução

Homem fecha a porta da viatura na cara do policial — Foto: Reprodução

A Polícia Militar informou que o policial militar “reagiu à injusta agressão quando se encontrava em patrulhamento”.

A corporação afirmou ainda que o policial militar foi ofendido verbalmente, na tentativa de abordagem, foi desacatado e teve resistência para conseguir realizar busca pessoal.

Após a confusão os dois foram encaminhados ao hospital municipal, onde foram medicados e liberados. Uboletim de ocorrência.

Policial conseguiu imobilizar o homem após agressões em Ibirá — Foto: Reprodução

Policial conseguiu imobilizar o homem após agressões em Ibirá — Foto: Reprodução

FONTE- G1

Alunos juntam recicláveis para trocar por ‘dinheiro’ que compra brinquedos em escolas do interior de SP

Um projeto socioambiental mudou a rotina de alunos na cidade de Ibirá (SP), cidade no Noroeste Paulista. Na ação, os estudantes são incentivados a trocarem materiais recicláveis por um dinheiro fictício, que é usado para comprar brinquedos e bolas nas escolas.

Todas as escolas da rede municipal entraram no projeto e são cerca de 1,2 mil alunos participantes. O projeto foi idealizado por um professor e aceito pela administração.

“A cidade mudou o pensamento de separação de lixo, envolvimento dos pais, da criançada. Isso eu não esperava. Tem sido uma alegria muito grande”, afirma o professor Adriano Júnior, idealizador do projeto.

Crianças levam latinhas e pets para trocar por ibirazinhos em escolas — Foto: Reprodução/TV TEM

Crianças levam latinhas e pets para trocar por ibirazinhos em escolas — Foto: Reprodução/TV TEM

Ação

Estudantes de Ibirá, no interior de São Paulo, estão deixando a cidade mais limpa

Estudantes de Ibirá, no interior de São Paulo, estão deixando a cidade mais limpa

A cada 35 latinhas ou 35 garrafas pets os alunos trocam por um “ibirazinho”, a moeda local. Com isso, são disponibilizadas 200 moedas para cada escola por semana.

De acordo com o professor, a prefeitura compra os brinquedos com o que recebe da cooperativa que paga pelo material reciclável. Cada unidade escolar montou sua própria lojinha que funciona em um dia da semana.

O “ibirazinho real” são notas que imitam dinheiro nos mínimos detalhes. Elas são impressas num papel diferente, com numeração e até faixa holográfica para atestar a autenticidade de cada cédula.

De reciclável em reciclável, os estudantes estão descobrindo que o que ia para o lixo pode virar dinheiro.

O estudante Edson José Gregati Júnior, de 12 anos, por exemplo, conseguiu em um dia 12 ibirazinhos.

“A gente passa de carro, tem lata na rua a gente pega. Tudo que vejo na rua pedia para o vizinho e isso ia juntando. Vou pegar cada vez mais”, afirma o estudante.

Com dinheiro, alunos podem comprar objetos na lojinha da escola — Foto: Reprodução/TV TEM

Com dinheiro, alunos podem comprar objetos na lojinha da escola — Foto: Reprodução/TV TEM

Desde que as crianças começaram a trocar recicláveis por “ibirazinho”, o galpão de recicláveis tem ficado lotado e as latinhas e garrafas de plástico viraram artigo de luxo nas lixeiras.

“A gente não acha mais latas ou garrafas pets nos lixos, papelão, porque as crianças pegam tudo”, diz a cooperada Tatiane Rodrigues dos Santos.

FONTE- G1


Casal de idosos em carro morre atingido por caminhão ao cruzar rodovia em Ibirá

Um casal de idosos morreu após o carro em que eles estavam ser atingido por um caminhão-tanque, na rodovia Roberto Mário Perosa, em Ibirá (SP), na tarde deste sábado (11).

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o motorista tentava atravessar a pista no trevo da cidade, quando o caminhão bateu na lateral do veículo, que foi arrastado por cerca de 50 metros.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer as vítimas, mas elas não resistiram e morreram no local. O motorista do caminhão não sofreu nenhum ferimento.

https://www.sexshopamorefantasia.com.br/

Ainda segundo a polícia, a perícia foi chamada para investigar as causas do acidente. O trânsito no local no sentido Uchôa precisou ser interditado e desviado para o acostamento da via.

FONTE- G1

Homem é preso após polícia apreender mudas e pés de maconha em quintal de casa em Ibirá

A polícia apreendeu 122 mudas e pés de maconha que eram cultivados no quintal de uma casa do Jardim Durigan, em Ibirá (SP), no início da tarde desta quarta-feira (13).

De acordo com as informações da Polícia Civil, uma denúncia levou a Polícia Militar até o imóvel, onde foi encontrada a plantação em vasos e copos plásticos.

O proprietário da casa confessou que a planta era utilizada para próprio consumo, mas ele foi levado à delegacia e preso. Em seguida, foi encaminhado à cadeia de Catanduva (SP).

FONTE G1

Carro capota em rodovia de Ibirá

Um carro com duas pessoas capotou na Rodovia Washington Luís nesta terça-feira (5). O acidente aconteceu na estrada que liga a Rodovia Washington Luís ao Termas de Ibirá (SP).

Dois homens que estavam no carro tiveram ferimentos leves. Segundo a Policia Rodoviária de Catanduva (SP), o motorista perdeu o controle da direção e o veículo saiu da pista, parando um uma mata que fica na lateral da rodovia.

As duas vitimas foram socorridas e levadas para a Santa Casa de Ibirá e o estado de saúde é estável. As causas do acidente serão investigadas.

Carro capotou e ficou parado às margens da rodovia — Foto: Arquivo Pessoal

Carro capotou e ficou parado às margens da rodovia — Foto: Arquivo Pessoal

FONTE G1

Agricultor fala sobre homenagem em nome de dinossauro descoberto no interior de SP

IBIRÁ

dinossauro recém-batizado após ter os fósseis descobertos no noroeste paulista ganhou o nome de Thanos Simonattoi, uma espécie carnívora. O nome de Thanos é por causa do vilão da franquia da Marvel, e Simonattoi o sobrenome de um agricultor da região que encontrou o primeiro pedaço do fóssil, em 1995.

O agricultor Sérgio Simonatto ainda era criança quando gostava de sair pela área rural de Ibirá (SP) à procura de fósseis de dinossauros. Ele ficou contente com o fato de agora um dinossauro levar seu nome.

“Agora sou parente de um dinossauro, ele é da família. Fiquei muito orgulhoso e feliz, compensa todo o tempo que passei procurando fóssil“, afirma.

Simonatto fala que sempre saiu à procura de fóssil durante a infância. O primeiro pedaço da vértebra do Thanos foi encontrado em 1995.

“Desde criança andando por região, procurava pelo afloramento de rochas, encontrava presas, pedaços de ossos, ossos maiores. Já achei muitos pedaços, acho que dava para montar um dinossauro”, diz.

Dinossauro foi batizado como Thanos, vilão da Marvel  — Foto: Divulgação

Dinossauro foi batizado como Thanos, vilão da Marvel — Foto: Divulgação

A descoberta teve início em 1994. A equipe do Museu de Paleontologia de Monte Alto começou a busca por fósseis na região e contou com o apoio do sitiante Sérgio Luís Simonatto. Ele conhecia muitas áreas com fósseis e quando criança brincava com dentes de dinossauros.

Com a ajuda de Sérgio, a equipe encontrou em 1995 um fóssil em uma parede rochosa, porém a vegetação impediu a retirada total e apenas uma parte do fóssil foi coletada. Em 2006, o paleontólogo argentino Fernando Novas viu a peça e disse se tratar da segunda vértebra cervical de um dinossauro carnívoro.

Desde então, o paleontólogo Fabiano Vidoi Iori passou a buscar pelo restante da peça. Em 2014, segundo o museu de Uchoa, uma forte ventania derrubou árvores no sítio paleontológico.

Uma delas ficava perto da parede de origem do fóssil, e sua queda permitiu que Fabiano encontrasse o restante da vértebra.

O dinossauro

Segundo os paleontólogos Fabiano Iori e Rafael Delcourt, que fizeram a pesquisa juntos, Thanos Simonattoi tinha cerca de 5 metros de comprimento e disputava com outros carnívoros o topo da cadeia alimentar na região de Ibirá há 80 milhões de anos.

O trabalho resultou em um estudo publicado em novembro na revista Historical Biology, em que é apresentado para a comunidade científica o terópode Thanos Simonattoi. Fabiano conta como chegaram à descoberta de um novo dinossauro, mesmo com um pedaço tão pequeno de fóssil.

“Trazemos para o laboratório, fazemos a preparação e análise morfológica, e relacionamos com outros achados. Mesmo com uma vértebra, a gente busca similaridade com outros dinossauros. A gente chega nessa conclusão procurando no material algo único que permite determinar uma espécie nova”, diz Fabiano.

Dinossauro recém-batizado foi encontrado na região de Rio Preto — Foto: Divulgação

Dinossauro recém-batizado foi encontrado na região de Rio Preto — Foto: Divulgação

Exposição

A peça está exposta até o final de dezembro no Museu de Paleontologia Pedro Candolo, em Uchoa. O horário de visitação é de terça à sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 16h. Depois disso, a vértebra vai para o museu de Monte Alto.

A vértebra pertence ao museu de Monte Alto (SP) porque em 1995, quando a primeira parte foi achada, ainda não existia museu em Uchoa. Mas como a descoberta foi na região de São José do Rio Preto (SP), o trabalho dos paleontólogos continua, já que existe a possibilidade de encontrar mais fósseis na rocha onde os primeiros fragmentos foram encontrados.

Fóssil encontrado na região de Ibirá — Foto: Divulgação/Museu

Fóssil encontrado na região de Ibirá — Foto: Divulgação/Museu

FONTE G1 



Chuva forte causa transtornos em cidades do noroeste paulista

Muro de escola municipal caiu pela 2º vez em menos de um mês. Casas do programa de habitação do Governo Federal foram destelhadas e ficaram alagadas em Palmeira D’Oeste.

A chuva forte causou diversos transtornos em municípios da região noroeste paulista, na noite desta sexta-feira (16).

O muro de uma escola municipal caiu pela segunda vez, em menos de um mês, no bairro São Deocleciano em São José do Rio Preto (SP). Os blocos de concreto ficaram espalhados na calçada e na rua. Ninguém se feriu.

Segundo a prefeitura as obras para reconstrução do muro foram concluídas na sexta-feira e a chuva não permitiu a secagem. Ainda conforme informado, uma equipe foi enviada ao local para isolar a área e os reparos devem recomeçar na segunda-feira (19).

No bairro Estância Santa Clara as ruas ficaram alagadas. Os moradores informaram que o problema é frequente porque as galerias estão entupidas com terra e entulho.

Muro de escola cai pela segunda vez por causa de temporal em Rio Preto
TEM Notícias 1ª Edição – Rio Preto/Araçatuba

–:–/–:–

Muro de escola cai pela segunda vez por causa de temporal em Rio Preto

Muro de escola cai pela segunda vez por causa de temporal em Rio Preto

Em nota, a prefeitura informou que uma equipe de emergência esteve no local para avaliar a situação e que será necessário um dia sem chuva para o solo secar e os reparos poderem ser feitos.

Várias casas do programa do Governo “Minha Casa, Minha Vida” foram destelhadas e ficaram alagadas no bairro Clementina Caldeira Brasão em Palmeira D’Oeste. Alguns moradores colocaram os móveis no meio da rua para secar.

Em nota, a prefeitura informou que está oferecendo toda a assistência necessária às famílias e pretende colocar os moradores que tiveram as casas danificadas em outros imóveis do bairro que ainda não foram entregues.

O temporal também provocou a queda de dois postes de energia em Ibirá (SP). Segundo a CPFL, uma árvore que caiu na região central da cidade atingiu um poste e provocou um curto circuito.

O outro foi na área rural e deixou mais de 40 moradores sem energia. Ainda de acordo com a empresa, a situação foi normalizada depois de algumas horas.

Apesar das ocorrência, o Corpo de Bombeiros não registrou nenhuma vítima durante a chuva.

Moradores que tiveram casas destelhadas colocaram móveis na rua para sercar em Palmeira D'Oeste — Foto: Reprodução/TV TEMMoradores que tiveram casas destelhadas colocaram móveis na rua para sercar em Palmeira D'Oeste — Foto: Reprodução/TV TEM

Moradores que tiveram casas destelhadas colocaram móveis na rua para sercar em Palmeira D’Oeste — Foto: Reprodução/TV TEM

Motociclistas passam em rua alagada em Rio Preto  — Foto: Reprodução/TV TEMMotociclistas passam em rua alagada em Rio Preto  — Foto: Reprodução/TV TEM

Motociclistas passam em rua alagada em Rio Preto — Foto: Reprodução/TV TEM